Eleanor e Park - Resenha

Eleanor e Park - Resenha

Oi Pessoal, como foi a semana de vocês? Posso dizer que a minha foi cheia de declarações de aquecer o coração. Fazia um tempinho (acho que desde de Como eu era antes de você), que eu não me dedicava a ler um romance. Primeiro que não é o meu gênero de leitura preferido, como vocês sabem, mas algo me disse que precisava dar uma chance para este livro e fico feliz por ter atendido.

Hoje vou resenhar para vocês a sincera e emocionante história do primeiro amor entre Eleanor e Park, que é doce como esse feriado de Páscoa deve ser <3


Título: Eleanor e Park
Título Original: Eleanor e Park
Autora: Rainbow Rowell
Ano: 2014
Editora: Novo Século
Número de páginas: 326
Gênero: Literatura norte americana

“Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, “grande” (ela pensa em si própria como gorda), ruiva, sempre vestida com roupas estranhas, é a filha mais velha de uma problemática família. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a partir corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.” 

Park quase não acreditou quando a menina nova entrou no ônibus, ela não poderia ter saído de casa daquela forma com a intenção de não ser motivo de zoação no primeiro dia de aula. Ela era esquisita, muito esquisita! Usava roupas de menino, nada combinava com nada, além de ter um cabelo ruivo enorme. Geralmente as pessoas tendem a não querer chamar atenção no primeiro dia, mas Park achou que alguém esqueceu de falar isso pra menina, por isso deixou que ela sentasse no banco vazio ao seu lado, para que o dia dela não fosse 100% ruim, assim pelo menos ela tinha um lugar no ônibus.

Eleanor não entendeu porque o “mestiço” a deixou sentar ao seu lado, até porque ele nem falou nada, nem olhou pra ela! Isso afinal era algo bom, pois ela não queria ter que conversar com ninguém.  A escola se desenrolava de maneira diferente para Eleanor e Park, ele não tinha maiores problemas em enfrentar as aulas, ele não era popular, mas já era o suficiente para não ser zoado pelos outros; já com Eleanor era diferente porque ela era considerada diferente.

Depois de dias indo e voltando para a escola sentados lado a lado, eles começam a partilhar de gostos em comum, como os gibis de Park! Então ele começa a lhe entregar gibis todos os dias, os quais Eleanor lê na mesma noite e devolve na manhã seguinte. Assim um laço começa a se formar entre eles, onde um novo gosto em comum os une: a música!

Embalados por bandas dos anos 80 e HQ’s de X-Man, Eleanor e Park descobrem, o primeiro amor.

Segurar a mão de Eleanor era como segurar uma borboleta. Ou um coração a bater. Como segurar algo completo, e completamente vivo.

Juntos eles vivenciam sentimentos totalmente novos, além de superarem situações difíceis, provando que o verdadeiro amor é capaz de muitas coisas.

A história começou bem sem graça pra mim, mas admito que depois mergulhei de cabeça nesse romance divertido, doce e repleto de esperança. Eleanor e Park é a história pura do primeiro amor, aquela que todos nós vivemos e certamente nunca vamos esquecer. Os personagens são tão diferentes e ao mesmo tempo tão parecidos que faz com que possamos nos ver neles, pelo menos em algum capítulo. O enredo é simples, sem muitos personagens, de leitura fácil e rápida; mas mesmo assim, encantadora. Faz a gente enxergar a pureza dos sentimentos, que muitas vezes deixamos esquecidos na correria do nosso dia, seja nas atitudes de Park, que é doce e gentil, ou de Eleanor que é uma bagunça completa!

Mesmo sendo tão diferentes, eles encontraram um sentimento verdadeiro, que fez com que as diferenças se tornassem motivos para amar um ao outro <3 Eleanor e Park é um livro de amor adolescente, daqueles adocicados que nos faz sorrir sem perceber! Que aquece o coração aos pouquinhos, e quando você percebe está totalmente envolvido nesse romance embalado por The Cure.

A história mesmo sendo muito fofa e delicada, aborda situações bem fortes tratando de assuntos pesados que hoje em dia precisam ser abordados. A história nos traz dois lados: a família quase perfeita de Park contrapondo com a família problemática de Eleanor.

Indico para você, que quer um retrato sincero e docinho da descoberta do primeiro amor, para também deixar a sua semana mais leve e claro, doce.

 

Já leu o livro? Gosta da história? Me conta!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *