Espelho espelho meu, o que eu vejo no reflexo teu?

Espelho espelho meu, o que eu vejo no reflexo teu?

Olhar no espelho parece uma coisa bem normal e fácil não é mesmo? Afinal, o que vemos no espelho é o que somos! Mas acreditem em mim, não é exatamente dessa forma.

Muitas vezes não queremos olhar no espelho e nos ver, da forma mais crua e verdadeira. Para muitos essa tarefa não é fácil, requer muita coragem acompanhada de uma dose de amor próprio, o que nem sempre está presente nessa misturinha. Eu falo por experiência própria, pois passei meses sem olhar meu corpo no espelho.

Do que eu tinha medo? Do que o reflexo me mostrava.

As vezes o que vemos no espelho não é o reflexo que as outras pessoas veem de nós, e isso é bem assustador! Nós sabemos exatamente com o que estamos lidando quando vemos o nosso reflexo e não falo só de aparência, falo de sentimentos também. Nós somos os únicos que podemos nos ver inteiramente da forma que somos, com aqueles defeitos e partes feias da nossa alma, que sempre tentamos ao máximo esconder no dia-a-dia.

Nos meses que passei fugindo do espelho, me levaram a sentir uma dor que eu nunca imaginei que estava em mim, e foi isso que me levou direto pra terapia. Identifiquei através do medo do meu espelho que alguma coisa estava completamente errada. O que me faz lembrar como se fosse ontem, a forma como contei pra minha terapeuta: “eu tenho um monstro exatamente igual a mim, que eu não quero ver.”

Olhar você mesmo no espelho é um exercício que pode ser surpreendente, de verdade! Quando, seguindo os conselhos da minha terapeuta, passei a tentar encontrar 3 qualidades para cada 1 defeito no meu reflexo, foi como se eu me descobrisse! De início as qualidades eram sempre as mesmas, porque eu queria ficar o mínimo de tempo possível com aquele reflexo. Parece bobagem né? Pois é, mas não era.

Olhar no espelho e não ter receio do que vê é criar amor por você mesmo. Afinal, você é o que você tem de mais precioso e incrível! E nada, absolutamente nada vai ser mais lindo do que o seu reflexo!

Hoje, o exercício das 3 qualidades faz parte da minha rotina e me surpreende a cada qualidade que enumero. Onde antes haviam, com muito esforço apenas 3, hoje existem várias! E os defeitos acabaram por virar qualidades e me olhar no espelho, nua e crua, é lindo!

Nosso reflexo mostra o que somos, as vezes enfeitados e magníficos, as vezes quase transparentes. Tem dias que as lágrimas quase não permitem ver, assim como em outros o sorriso é tão enorme que o reflexo se torna duplo. E isso é o que de verdade somos: reflexos dos nossos sentimentos.

Sempre tente refletir o que o seu coração mais anseia, porque nós somos incríveis por poder sentir e ver isso refletindo na pessoa que somos.

Espelho espelho meu, eu vejo meu sorriso agora sendo teu.

2 Comments
  1. Nadi, tocante!
    li seu texto ouvindo, por coincidência Bruce Dickinson – Tears Of The Dragon, e me remeteu exatamente ao tempo
    em que também fugia do espelho, mas não só o espelho comum, mas tudo que refletia o que eu pensava de mim e,
    de como me sentia fragmentada pela minha infância, como se o que passei já tivesse decidido todo o resto de vida
    que eu ainda teria para viver. Momentos assim marcam e lembrar disso hoje faz com que eu me sinta mais forte do que antes de tudo.
    A música reflete exatamente o que eu sentia na época e não entendia, mas hoje, depois de muitas brigas internas e ajuda, compreendo que precisamos nos tratar com carinho e nos sentir MERECEDORES de coisas boas.

    1. Dani querida!
      Exatamente isso mesmo, somos as coisas mais importantes que temos e precisamos nos amar acima de tudo ♥
      ps: obrigada pela dica de música!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *