Somos mulheres, somos reais

Somos mulheres, somos reais

Em 1937 Branca de Neve era um ícone de beleza feminina, com sua pele branca como a neve, cabelos cor de ébano e lábios rubros como a rosa. Ela era “a mais bela de todas”.

Ser mulher nessa época era bem diferente; a figura feminina devia ser pura, submissa, prendada e obediente. Isso não quer dizer que elas eram menos mulheres do que somos hoje certo? Ou que elas não eram feministas e lutavam por seus direitos, certo? Sim, certíssimo!

Tanto na época da Branca de Neve quanto hoje, ser mulher nunca foi fácil e continua não sendo. Todos os dias enfrentamos além de outras pessoas, enfrentamos a nós mesmas.
Nossa pele não é perfeita, ela é feita de marcas, sejam de nascença, de idade ou de momentos! Lidamos com as olheiras de noites mal dormidas, sejam de estudo, de trabalho, ou de ser mãe.

Os olhos nem sempre estão brilhosos, as vezes eles escondem as tristezas e decepções, assim o brilho some e as lágrias surgem, pois somos feitas de emoções!
Os lábios não são sempre rubros, mas mesmo assim são encantadores! Eles demonstram sentimentos de um jeito só nosso, e que é tão bonito.

Talvez a Branca não precisasse lidar com a pressão social de ser bonita o tempo todo, perfeita o tempo todo! Afinal os Anões a amavam do jeitinho dela, não é mesmo?

Hoje as redes sociais estão aí, criando vidas perfeitas, pessoas perfeitas, mentiras perfeitas.

Nós mulheres somos mais que padrões, mais que fotos e filtros, somos bruxas, somos princesas, somos caçadoras dos nossos sonhos!

Somos mulheres, somos reais

Feliz nosso dia, MULHERES LINDAS!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *