Hades - Resenha

Hades - Resenha

Oi Pessoal! tudo bem?
Vamos continuar a nossa trilogia Halo? Hoje vou resenhar para vocês o livro II – Hades! Que é o meu livro preferido da trilogia <3 Se você não leu a resenha do livro I, clica aqui!

E cuidado, pois essa resenha contém spoilers do livro anterior! =)

Título: Hades – Livro II
Título Original: Hades
Autora: Alexandra Adornetto
Ano: 2012
Editora: Agir
Número de páginas: 333
Gênero: Fantasia – Relações Humanas – Romance

“Antes que eu perdesse a consciência, algo aconteceu – algo que nunca imaginaria ser possível, nem mesmo nos meus piores pesadelos. Em qualquer outro momento, teria ficado horrorizada só de pensar nisso. Mas estava tão perdida que não senti nada além de uma forte tensão no corpo, como se tivesse sido invadida por um jorro de veneno. A estrada desafiava a gravidade e se erguia à nossa frente. Uma grande cratera se abriu em seu centro. Sim, a estrada se abriu, e a cratera era cada vez maior, como uma boca faminta, cavernosa, esperando para nos engolir. O vento que batia contra o meu rosto era quente, e uma fumaça começou a erguer-se do asfalto. Instintivamente, sabia que tudo aquilo emanava de um sentimento de profundo vazio, estávamos seguindo em linha reta em direção aos portões do Inferno. E o Inferno logo surgiu à nossa frente.”

20160617_091803_Richtone(HDR)

Pelo título do livro e pelo resumo, acho que já deu pra perceber onde a angelical Bethany foi parar não é? Pois então, no Inferno!

Esse livro foi muito aguardado por mim, pois quando li Halo, os demais livros ainda não tinham tradução em português e portanto também não eram vendidos no Brasil! Por muito tempo eu fiquei pesquisando uma possível data de lançamento, e quando consegui finalmente comprá-los, foi como se eu tivesse ganhado um prêmio. Acredite, a emoção foi tão intensa quanto!

No final do livro I – Halo; os irmãos anjos de Bethany – Gabriel e Ivy – salvam a caçula das garras de Jake, enviando-o de volta para o Inferno. Sentindo-se totalmente segura, Beth e Xavier vivem seu romance como um conto de fadas, chegando ao ponto de não conseguirem se separar por nada, não fazendo nada um longe do outro.

As amigas de Bethany sentem-se esquecidas por ela, e a fazem participar de uma comemoração do dia das Bruxas, para que Beth possa passar um tempo somente com elas, longe de Xavier. E nessa noite é que a história realmente começa a tomar um rumo! As amigas resolvem fazer aquela velha brincadeira de invocar espíritos com um copo; porém Bethany não gostou da ideia, ela sendo um anjo, sabia que o dia das Bruxas era realmente propício para espíritos andarem na terra.

Durante a sessão algo sai errado e Jake é invocado!

Claro que depois dos acontecimentos do primeiro livro, o que Jake mais quer é vingança; e para isso ele acaba levando Beth para o lugar onde nenhum anjo devia estar: o Inferno!

” […]  estávamos seguindo em linha reta em direção aos portões do inferno. E o inferno logo surgiu à nossa frente.” 

DSCF3316

E é nessa parte que a autora consegue nos surpreender ainda mais! Eu já li vários livros com histórias sobre céu e inferno, porém em nenhum outro livro, o inferno é descrito da forma como é nesse livro. Ela separa o inferno em “círculos” de Hades, e Jake é o príncipe do terceiro círculo. E sim, nosso vilão é um príncipe!

Beth, mesmo estando no inferno, é tratada com muito respeito e educação por todos que por lá estão; e é pelos olhos dela que a autora nos conta sobre lugares e lendas lá de baixo. O que é extraordinário! Garanto que você nunca pensou em um anjo descrever o inferno pra você, não é? E essa é parte do livro que mais me deixou admirada.

Assim como no primeiro livro, a autora descreve tudo de uma forma clara e delicada, fazendo com que você consiga facilmente criar a cena na sua imaginação, é fantástico! Beth presencia tudo o que ela somente tinha ouvido falar sobre o inferno, cada lugar, cada grito de dor e agonia. Ela nunca havia presenciado sentimentos como esses, e para ela é torturante!

“você está em casa! – disse ele, em tom suave, pressionando as minhas mãos contra o peito.”

Do lado de cima, voltamos com Xavier, Gabriel e Ivy. além de uma amiga de Beth, tentando desesperadamente salvá-la das garras de Jake. Em Hades, conseguimos também ver um outro lado do Arcanjo Gabriel, pois ele acaba deixando transparecer alguns de seus sentimentos, o que nos deixa extremamente surpresos!

A autora também aborda temas religiosos como o perdão, a salvação de almas acusadas de serem merecedoras de sofrimento, redenção; e tudo isso pelos olhos de um anjo. Esse livro, para mim é o melhor da trilogia; especialmente por abordar temas diferentes e por deixar um pouco o romance de lado, para fazer com que o leitor reflita sobre temas que muitas vezes são tabus.

DSCF3314Ela nos faz pensar em como nós reagiríamos a algumas situações e se nossas atitudes poderiam realmente mudar muita coisa.

Sentiu vontade de ler Hades? Já leu? Me conta!

rodapé_um beijo

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *